Saborear e Conhecer VisitCaramulo, portal de turismo da região caramulo. Os melhores hotéis, as melhores escapadinhas, a gastronomia rica e a montanha mais romântica de Portugal. http://visitcaramulo.org Tue, 27 Oct 2020 09:00:10 +0000 Joomla! 1.5 - Open Source Content Management pt-pt Barro Negro de Molelos http://visitcaramulo.org/o-que-fazer/gastronomia/artesanato/Barro-Negro-de-Molelos http://visitcaramulo.org/o-que-fazer/gastronomia/artesanato/Barro-Negro-de-Molelos Barro Negro de Molelos
  Barro Negro de Molelos – Património Vivo   Localizada a 2,5 Km no sentido noroeste da sede de Concelho de Tondela, encontra-se a freguesia de Molelos. Desde épocas remotas, tem sido um importante centro produtor de artefactos de barro negro, tal como nos é revelado na necrópole de Paranho, com vasos do período da Idade do Bronze. As argilas de excelente plasticidade e as crescentes necessidades do mercado levaram ao desenvolvimento de uma importante actividade artesanal, tornando a freguesia de Molelos uma notável escola para muitas gerações.   As produções de barro de Molelos não vivem só por si, mas também pelo contexto de onde provêm e pela função que possam ter desempenhado. O barro negro de Molelos consagrou-se através da sua função utilitária no quotidiano das populações. Utilizadas para conservar os cereais, azeitona e azeite, para levar ao fogo e cozinhar alimentos, para armazenar líquidos como água e vinho, ou ainda para serem servidas à mesa, a louça preta manteve, ao longo dos tempos, o seu papel imprescindível na vida das populações.   Tradicionalmente a loiça era cozida em Soenga, processo de cozer cerâmica numa cova, pouco profunda, cavada no solo. Em Molelos, a cozedura de tipo redutor (através da obstrução completa do “forno” em fim de cozedura) origina uma louça completamente negra e parcialmente impermeabilizada.   O Projecto Museológico Terra de Besteiros, utilizando métodos e técnicas adequadas para recolher, classificar, conservar expor os objectos e as práticas ancestrais, pretende não só mostrá-los, como também explicá-los e interpretá-los.…
]]>
vera.machado@cm-tondela.pt (Câmara Municipal de Tondela) Artesanato Mon, 08 Aug 2011 13:47:34 +0000
Cabrito do Caramulo http://visitcaramulo.org/o-que-fazer/gastronomia/gastronomia/Cabrito-do-Caramulo http://visitcaramulo.org/o-que-fazer/gastronomia/gastronomia/Cabrito-do-Caramulo Cabrito do Caramulo
Cabrito do Caramulo A tradição de um sabor com história A Confraria Gastronómica do Cabrito e da Serra do Caramulo, pretende não só cumprir um objectivo de defender, prestigiar e valorizar a divulgação do Cabrito da Serra do Caramulo como património Gastronómico, mas também contribuir para a salvaguarda do desenvolvimento e difusão da Serra do Caramulo e do Concelho de Tondela, num cenário de valorização turística. Neste sentido vamos pugnar para que na Serra do Caramulo, o nosso delicioso Cabrito seja saboreado não só por nós, mas por todos os que nos visitam, acompanhado de um bom Vinho do Dão. Receita Cabrito assado no forno Serra do Caramulo   Ingredientes: 1 Cabrito 3 a 5 Kg. (sem fressura)6 dentes de alho1 folhas de louro1, 5 colher de sopa de colorau1 ramo de Salsa; sal grosso q.b.0,5 lt. vinho branco6 colheres sopa de azeite2,5 colher de sopa de banha de porco. Preparação: Começa-se por limpar o Cabrito, retirar a fressura e cortando-o em pedaços grandes; barram-se com uma papa feita com o sal grosso, alhos esmagados, colorau, o louro, o azeite, e a banha. Coloca-se os pedaços do cabrito numa assadeira de barro preto de Molelos e junta-se o ramo de salsa e um pouco de vinho branco, deverá ficar assim temperado de um dia para o outro. Leva-se ao forno de lenha bem quente e quando o cabrito se apresentar meio assado, começa a regar-se com o vinho branco (de vez em quando). O cabrito deve ficar bem tostado. Serve-se com batatinhas…
]]>
confcabrito.caramulo@sapo.pt (Confraria do Cabrito) Gastronomia Sun, 18 Sep 2011 15:16:38 +0000